Nesse espaço a criança pode vivenciar situações do seu cotidiano, criar e desenvolver sua própria personalidade, valores como  ética e atitudes diante de outras crianças.

Nenhuma criança brinca só para passar o tempo, sua escolha é motivada por processos íntimos, desejos, problemas, ansiedades. O que está acontecendo com a mente da criança determina suas atividades lúdicas; brincar é sua linguagem secreta, que devemos respeitar mesmo se não a entendemos.